Dissertação de Mestrado    

População & Amostra da Pesquisa    


A generosidade do
saber 
deve ser a missão
de todo pesquisador.

:: Introdução

:: Objetivo

:: Justifica

:: Referencial teórico

:: Metodologia pesquisa

:: Amostra da pesquisa

:: Coleta de dados

:: Análise de dados

:: Conclusão

:: Bibliografia

:: Retorna


 

...................................

 

 

 

 

Dúvidas? Fale com a gente!

 

 

 

 

 

Colabore com esse projeto, faça as suas sugestões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apoio - Netimóveis.com

 

3.2 População pesquisada e amostra da pesquisa

Segundo Marconi; Lakatos (1996) e Levin (1985) a população a ser pesquisada ou universo da pesquisa, é definida como o conjunto de indivíduos que partilham de, pelo menos, uma característica em comum. Dessa forma, o universo dessa pesquisa é formado pelo conjunto de locatários de imóveis comerciais da rede de empresas imobiliárias Netimóveis.

A Netimóveis é uma rede de quatorze imobiliárias localizadas em Belo Horizonte, Vitória e Cabo Frio, que atuam desde 1.995 compartilhando as suas carteiras de imóveis. A decisão de utilizar o universo da Netimóveis decorre do acesso que o pesquisador, participante dessa rede, possui a essa base de dados. De outra maneira, a dificuldade de se obter dados considerados confidenciais pelas empresas que detêm a informação desejada (a lista dos locatários), é muito grande. Numa tentativa realizada através da CMI – Câmara do Mercado Imobiliário de Minas Gerais, com seiscentas empresas associadas, o resultado foi nulo. O receio de revelar os dados dos seus clientes constituiu um óbice intransponível.

A amostra será formada, portanto com base na lista dos locatários fornecida pela Netimóveis. Conforme Levin (1985, p. 19):

[...] posto que o pesquisador trabalha com tempo, energia e recursos econômicos limitados, raras vezes ele estuda individualmente todos os sujeitos da população na qual está interessado. Em lugar disso, o pesquisador estuda apenas uma amostra – que se constitui de um número menor de sujeitos tirados de uma determinada população. Através do processo de amostragem, o pesquisador busca generalizar (conclusões) de sua amostra para a população toda, da qual essa amostra foi extraída.

Mattar (1996) e Bertholotto (2000) afirmam que a idéia básica da utilização de amostragem em pesquisas de marketing é que as coletas de dados de alguns elementos da população e a análise podem proporcionar informações relevantes a respeito de toda a população. Assim sendo, as pesquisas de marketing dependem fundamentalmente do processo de amostragem.

Segundo Malhotra (2001), o processo de planejamento amostral constitui de cinco estágios, como mostrado na Fig. 09. A população alvo são os elementos ou objetos que reúnem as

Figura 09 – Processo de planejamento 
de uma amostragem

informações procuradas pelo pesquisador e sobre as quais devem ser feitas referências.

O elemento é o objeto que possui a informação procurada pelo pesquisador e sobre o qual devem ser feitas inferências.

A unidade amostral é uma unidade básica que contém os elementos da população a ser submetida à amostragem.

O arcabouço amostral é uma representação dos elementos da população-alvo. Compreende uma lista ou conjunto de instruções para identificar a população-alvo.

Com relação ao tamanho da amostra, Vieira (2002) ressalta que as pesquisas descritivas normalmente se baseiam em amostras grandes e representativas.

Em busca da amostra que melhor represente o universo a ser pesquisado, o processo de determinação do arcabouço amostral compreenderá dois estágios:

 

  1. Será realizada uma estratificação da população segundo a faixa de valor da locação de cada imóvel;
  2. Baseado na estratificação realizada será adotada a técnica de amostragem por quotas.

Fonte: Malhotra (2001, p. 302).

Segundo Malhotra (2001, p. 305), a amostragem estratificada é “uma técnica de amostragem probabilística que usa um processo de dois estágios para dividir a população em subpopulacões ou estratos. Escolhem-se os elementos de cada estrato por um processo aleatório”.

Dessa forma, a estratificação por valores dos aluguéis será realizada conforme a tabela 4 abaixo:

                  

  Tabela 04 – Estratificação da amostra conforme faixa de valores de aluguel.

Grupos

Faixa de valor do aluguel - em R$

Grupo I

até 599,00

Grupo II

de 600,00 até 599,00

Grupo III

de 600,00 até 1.999,00

Grupo IV

de 2.000,00 até 5.999,00

Grupo V

acima de 6.000,00

 

Em seguida será adotada a técnica de amostragem por quotas, onde se pretende estabelecer o número de elementos que irão compor cada grupo da amostra final. Para Malhotra (2001, p. 307), a amostragem por quotas é:

Uma técnica de amostragem não-probabilística que consiste em uma amostra por julgamento em dois estágios. O primeiro estágio consiste em desenvolver categorias ou quotas de controle de elementos da população. No segundo estágio selecionam-se elementos da amostra com base na conveniência ou no julgamento.

 

 

Copyright © 2.004 - Ariano Cavalcanti de Paula - Belo Horizonte MG - Fone: 31 3287-3535